chafurdar

escritos

O copo está sempre cheio ou vazio, depende de quem olha. Aquele que detém o olhar, detém o controle da situação. É a força por detrás dos olhos que define o tamanho da sua dor, da sua coragem, o ardor de fogo e brasa que lhe permite se levantar e encarar o mundo à sua volta. Você escolhe o que vê e, a partir da imagem que lhe aparece, você escolhe sua luta. Meus olhos verdes vieram do meu pai, o formato é como o da minha avó, mas a visão creio que tenha vindo da minha mãe. E não me refiro à minha miopia, piadas à parte, mas sim ao amor pela vida, pelo querer festejar. Ao negar o espaço vazio no copo, aceito as feridas como ensinamentos, e as cicatrizes são meras tatuagens: minha taça está sempre cheia, seja de água, seja de ar. Meus olhos escolheram acreditar que destinos prosaicos são muito tediosos, e que desafios inesperados tornam pessoas comuns em criaturas extraordinárias.

Tomo com gosto tudo que a vida me proporciona e aceito qualquer tombo como estímulo para continuar. 

nov/2018

3 comentários sobre “chafurdar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s